Escultura

Sumário das esculturas feitas entre 2005 e 2007 ……………………

Acerca da paisagem despovoada. ……………………………………………………………………………………………………………………………….. Eu sei atravessar as fronteiras das coisas – Mário Cesariny.                                                  Fazer as coisas  operar, construir, edificar, bricoler …fazer escultura agindo sobre as fronteiras dos objectos, elaborar uma coisa a  partir de outra. Pensar a possibilidade de um universo liso onde todos os objectos são a mesma coisa. Cadáveres  transladados, empilhados, enterrados, feitos em pó e multiplicados por mil.                                                     As pedras não gemem – fingem-se de vivas.

Acerca do ofício …………………………………………………………………………………………………………………………………………… Ser capaz de operar com habilidade as ferramentas e materiais a uso, manipular o ícone e fundamentar uma conquista.  Citar constantemente, citação sobre citação, reorganizar e acrescentar conteúdos para assim conquistar um terreno próprio. Consciente que a representação é a atribuição de um valor ao real o artista é um proprietário.
O Artista Exercita a Ruptura Para Manter se em Forma!

Acerca da caça e da guerra. ………………………………………………………………………………………………………………………………… Na caça – Todos os personagens estão sós, entre o desejo de ter, e ser o outro surge o campo da impossibilidade e violência. Caçador e caçado trocam constantemente de armas e máscaras, é a vontade de se somarem e subtraírem que os move. ………………………………… Na Guerra – A perspectiva militar  propõe uma vista aérea distanciada em relação ao objecto. Assegurando uma visão global dos movimentos no plano. é possível montar sobre o terreno, as variadas frentes de ataque, as áreas de conflito e inactividade, antecipando os movimentos do opositor. A miniatura serve bem os propósitos do conquistador.

.